myspace do MIBAorkut do MIBATwitter do MIBAyoutube do MIBAfacebook do MIBA
Rede Social

mibac.com.br

  • faça aqui sua doação de amor e abençoe nosso ministério

    Leia mais...
  •  

    Gaditas | Homens de Guerra

    www.gaditas.net

    Gaditas




  • Assista nossos Vídeos
    e Vote!

    Videos do MIBAC

  • Cultos ao Vivo




    Assista nossos Cultos ao vivo, através do seu computador, entre e confira o horário das transmissões!
http://mibac.com.br/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/535085Projeto_sol_nascente.jpg http://mibac.com.br/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/664728banners_sol_nascente2.jpg
Estudos - M12
G12 - Modelo ou Governo? PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner Tenório

A Visão de Igreja em Células no Governo dos 12 precisa ser devidamente compreendida e esclarecida a todos os Líderes, bem como para toda a Igreja. Precisamos, portanto, deixar muito claro para todos que o G 12 não é mais um Modelo de Igreja em Células, mas uma Visão de Deus para a sua igreja e um sistema de Governo para governar as multidões de discípulos que o Senhor está enviando!
Vamos refletir sobre esse tema e aprofundarmos o nosso conhecimento sobre essa questão que é de vital importância para todos nós!

I – O G 12 NÃO É MAIS UM MODELO DE IGREJA
Ilust.: Neste final de semana está havendo um curso de EBD visando o crescimento de igreja. Um pastor americano criou um modelo de EBD que tem feito a sua igreja crescer...; Conversei com um colega que está vindo p/esse curso e ele me disse: “Agora não é mais igreja c/propósito”. E eu lhe disse: Já passei por isso...!
Houve um tempo em que a ênfase era em Conf. Evangelísticas, depois vieram os NEBS, vieram os CCI (Curso de Crescimento de Igreja) promovido pela Junta de Miss. Nacionais, depois veio o CNI (Cresc. Natural de Igreja), depois a Rede Ministerial, veio a Igreja com Propósito, depois a EBD Evangelística...
Existem milhares de modelo de Igreja em Células. Existem as igrejas COM Células, as igrejas com Grupos Familiares, com NEBS, existe o G 5, existem modelos particulares criados pelos pastores da igreja local, existe modelos que são uma Mistura de Tudo que existe e mais um pouco...

II – O G 12 É UMA VISÃO DE DEUS
O G 12 é o resgate da igreja cristã primitiva de acordo com o que os Apóstolos aprenderam com Jesus!
O G 12 é uma VISÃO CELULAR, um estilo de vida cristã, uma Revelação Sobrenatural de Deus dada a um homem, César Castellanos, a fim de que ele divulgasse para todos aqueles a quem o Senhor estaria Chamando!
Modelos vem e vão, mas uma VISÂO não passa... Ela será continuada pelas Gerações Vindouras...! E por ser uma Visão, então veio para ficar, para ser desenvolvida até que cumpra o seu propósito que é Ganhar o Mundo...!
Por ser uma VISÂO, nem todos a Vêem: ATOS 9:7 / DANIEL 10:7. Ilust.: Quando criança, ia balear e tinha colegas que não enxergavam o pássaro na árvore, ainda que a gente lutasse p/mostrar, para apontar...

III – O G 12 É UMA VISÃO DE GOVERNO
MAT 10:1-20 Eis o que é o G 12! É uma Visão de Governo que tem como características principais: 1- Visão de Autoridade (V.1); 2- Visão de Israel (V.6); 3- Visão de Conquista (V.7 e 11); 4- Visão Sobrenatural (curas, milagres... V.8); 5- Visão de Batalha Espiritual (V.8 e 28); 6- Visão de Prosperidade (V.9-10); 7- Visão de Estratégias (V.16-17); 8- Visão de Testemunho (V.18); 9- Visão de Coragem (V.16 A, 19 e 26); 10- Visão de Entrega de Vida (V.19); 11- Visão de Revelação (V.26-27); 12- Visão de Discipulado (V.24-25)!

CONCLUSÃO: Precisamos entender, aceitar e nos submeter ao Governo dos 12, pois será esse Governo que Governará a Igreja, a Família, o Mundo! – APOC 22:1-5; ATOS 19:6-10 (Paulo conquistou Éfeso)!
Cada novo discípulos já tem que ingressar no MIBA tendo essa Visão! Não existe a “opção” de querer ou não querer ser 12 de alguém e de formar os seus 12. Não existe a opção de “Governar” a Igreja por outro princípio que não seja o Governo dos 12!
Por essa Visão Viveremos, por essa Visão Governaremos, Discipularemos, Evangelizaremos e Conquistaremos...!

Ministração aos 12 – 30/05/2003 – MIBA
 
Aprendendo com as aves do céu PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner

::Mateus 6:26::
Desejamos extrair Lições para aplicar na Formação da nossa Equipe dos 12. E as aves foram ensinadas diretamente por Deus para viverem em equipe. Neste texto, Jesus mandou que seus discípulos observassem, analisassem o comportamento e a vida das aves dos céus para que assim aprendêssemos a viver melhor...
Vejamos algumas lições que podemos extrair das aves:

I – LIÇÃO DE TOTAL DEPENDÊNCIA DE DEUS
Deus é quem alimenta os pássaros...
Deus é quem alimenta seus servos...
Deus é quem nos supre de todo o bem ... FIL 4:19.

II- LIÇÃO DE CALMA, QUIETUDE E TRANQUILIDADE
Por que estar ansioso...? Ansioso pela solução dos problemas, das dificuldades... Ansioso pelo crescimento das células... Ansioso para ver a mudança na vida dos discípulos... “Faz-se um membro de Ig. em menos de 90 dias, mas fazer um discípulo dura a vida inteira”!
Por que estar ansioso pelo crescimento da Ig.? É Deus quem dá o crescimento (I Cor 3:5-9)!

III- LIÇÃO DE VIVER EM PEQUENOS GRUPOS
AS Células formadas pelas aves funcionam sem maiores problemas ou dificuldades, eles aprenderam a viver em sociedade, em pequenos grupos e assim vão ensinando às gerações seguintes...
Ilust.: Vi vários pardais na janela e pelo vidro observei que um deles era agredido por cada um que se aproximava... Conclui que eles estavam protegendo a sua Célula contra invasores, mesmo que da mesma espécie... Talvez um macho querendo tomar a liderança...
E a questão da Fidelidade no grupo? Fidelidade entre o casal? Dizem que o João-de-barro se descobrir que foi traído, prende a fêmea dentro do ninho...!

IV – LIÇÃO DE TRABALHAR EM EQUIPE
A Maior Lição de trabalho em equipe está entre os Gansos. Eles aprenderam as Vantagens de se trabalhar em Equipe: proteção, alivia o peso do vôo, conseguem maior velocidade na migração, podem voar mais alto criando um vácuo devido a movimentação do grupo etc.
Os Gansos voam em “V”: aumentam a velocidade em até 71%; Rodiziam a posição de liderança na ponta do “V”, treinando outros para liderarem futuros bandos; Os Gansos que estão no final da formação grasnam para animar os que estão à frente, principalmente o líder; Quando algum ganso abandona a Equipe no ar, logo sente o peso de Voar sozinho e retorna à formação; Se algum ganso for ferido, ele é imediatamente acompanhado por 2 gansos da Equipe para prestarem apoio, ajuda até que ele morra ou não haja esperança nenhuma de regresso...;

CONCLUSÃO: O que tudo isso tema a ver com a Formação da nossa Equipe dos 12? – Tudo!

“Formação dos 12” – MIBA - 01/06/2002
 
Critérios para a escolha dos 12 PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner

Dentro da Visão de Ig. em Células no Modelos dos 12 é de fundamental importância a escolha dos 12 discípulos para o Governo da Visão, o Governo das Células, o Governo da Igreja!
O Grande Segredo desse Modelo é exatamente o trabalho desenvolvido através dos 12, onde cada discípulo é desafiado a Ganhar, Consolidar, Discipular e Enviar os seus 12...!
Temos trabalhado na Escolha dos nossos 12 e já tivemos uma tentativa frustrada, onde Deus nos orientou a “Aliviar a Carga” a fim de que as Células não fossem prejudicadas... Mas Deus não me mandou desistir! E eu não desisti e continuei o trabalho de escolha...
Quero orientar os Líderes de Células para que em breve estejam escolhendo, segundo a orientação de Deus, os seus 12! E Para a Escolha dos 12 aplicamos um TESTE PARA SER UM DOS DOZE e hoje vou falar de alguns princípios para essa Escolha:

I - DISPOSIÇÃO PARA SER DISCIPULADO
1.1 – Humildade; 1.2 – Obediência; 1.3 – Submissão;

II – DISPONIBILIDADE DE TEMPO PARA O DISCIPULADO
O Grupo de 12 exige reuniões semanais para Avaliação e Acompanhamento das Células, Ministração de Estudos Bíblicos, Comunhão, Treinamento etc.
Cada um dos 12 reproduzirá tudo o que estiver recebendo na vida dos seus discípulos...

III- PRODUÇÃO DE FRUTOS
Ninguém pode ser 12 sem antes ter dado frutos, sem estar liderando com sucesso a sua Célula!
Neste início, temos escolhido líderes que a sua Célula tenha se multiplicado no mínimo uma vez!

CONCLUSÃO: Nenhum discípulo/líder de célula deve se sentir discriminado ou dispensado por não ter sido escolhido como 12 do pastor ou pastora. Essa escolha é fruto de oração, análise e acompanhamento.
Nenhum Líder deve se sentir desestimulado caso não seja 12 do pastor ou pastora, pois não podemos nos esquecer de que o nosso trabalho é para Deus!
Todos serão 12 de alguém! Ninguém será descartado! E Todos os Líderes formarão o seu próprio G 12! E ser 12 do pastor-presidente exige muito mais Tempo, Trabalho, Dedicação, Frutos e nem todos estão em condições de se dedicarem a esse trabalho devido a algumas questões: família, projetos pessoais, trabalho, estudos etc.

Reunião da Célula-Mãe – MIBA - 22/06/2002
 
Informando para formar PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner

Esta reunião é muito importante pois passamos a conhecer o “G 12” completo e passaremos às apresentações dos 12, repassaremos os pré-requisitos para a seleção/convite e passaremos informações sobre o que esperamos de cada um dos 12 no desenvolvimento do seu ministério.

I - CONHECENDO OS 12:
1.1 – O G 12 ligado ao Pr. Wagner: Pr. Alencar, Pr. Jário, Pr. Cícero, Ivan, Clemílton, Aldir, Willians, Marcos, Josias, Célio, Severo e Carlito.
1.2 – O G 12 ligado a Pra. Eunice: Conceição, Viviane, Lúcia Jordão, Elisabete, Suzanne, Rosilda, Luciana, Lisandra, Maria Dalva, Ana Luiza, Rosinha e Edna.

II – REPASSANDO OS CRITÉRIOS:
2.1- Disposição para ser Discipulado: Humildade; Obediência; Submissão;
2.2 – Disponibilidade de Tempo para o Discipulado: Freqüência às Reuniões Fixas (semanais – sábado às 17 h) e Extraordinárias; Reuniões do Conselho da Igreja; Reunião da Célula Mãe Mensal; Agendar suas próprias reuniões para a formação/acompanhamento/orientação/acompanhamento dos seus próprios G12;
2.3 – Produção de Frutos: Atingir suas metas e alvos; Fazer suas células se multiplicarem; Executar suas tarefas e responsabilidades; Formar novos discípulos.

III – ESCLARECENDO SUAS FUNÇÕES E ATIVIDADES
3.1 – Supervisionamento das Células;
3.2 – Formação dos seus 12: TITO 2:1-10
3.3 – Atingir as metas distribuídas entre o G 12;
3.4 – Atuar na administração e apoio das atividades da Igreja;
3.5 – Servir com amor.
IV – O QUE ESPERAMOS DE CADA DISCÍPULO NO G 12:
4.1 – Alto Nível de Comprometimento com a Visão G 12; Atos 26:19
4.2 – Fidelidade Total para com o pastor-discipulador; I Cor 4:2
4.3 – Testemunho irrepreensível; I Tim 3:7
4.4 – Cumprimento das suas tarefas;
4.5 – Manter a Unidade no Grupo dos 12: FIL 2:1-4
CONCLUSÃO: Sinto-me honrado em te-los como meus discípulos imediatos e mais próximos!
Estabelecida a Visão e agora implantada 1a Geração dos 12, vamos correr, voar na Visão de Igreja em Células!

MIBA - 28/06/2002 – Reunião dos 12
 
G12 - Condenados a viver em equipe PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner

::João 17::
Ilust.: Durante a 2a Guerra Mundial, um coronel do exército dos EUA sobreviveu a um naufrágio do seu submarino, chegando a uma pequena ilha no pacífico e ao chegar na ilha encontrou outro náufrago, só que ele era um japonês... E para piorar a situação, aquela pequena ilha era também habitada por uma tribo indígena canibal... O Coronel dos EUA passou a combater o Japonês, ao mesmo tempo em que ambos tentavam se esconder dos índios... Foi então que eles, finalmente, chegaram a um acordo: Estamos condenados a vivermos Unidos!
Meus queridos discípulos: Estamos condenados a viver em Equipe! Deus nos colocou numa mesma ilha e nessa ilha tem inimigos em maior número querendo nos comer vivos. Então, vamos acertar aqui algumas regras para que a gente transforme essa “Condenação” em uma grande “Bênção” e assim Vençamos a Batalha que Deus nos confiou!

I – PRECISAMOS APRENDER A CONVIVER COM AS DIFERENÇAS
Revista Você S.A “A Melhor Equipe é aquela com o maior número de personalidades diferentes”! Se isso é verdade, então Jesus conseguiu formar a melhor equipe de 12, pois todos eram bem diferentes uns dos outros... De filho do trovão a apóstolo do amor...!
1.1 – Devemos Buscar a Unidade na Diversidade: Respeitando as diferenças. No que é essencial, buscar a unidade e o que não é essencial que haja a liberdade; Ilust.: Na Liderança da Célula, o que é essencial? A-)Pontualidade e Frequência; B-) Trazer Visitantes; C-) Lição, Oração, Apelo e Ofertas.
1.2 – Devemos Buscar a Unidade na Equipe: a) Todos trabalhando com amor (nada de querer se escorar... de só trabalhar se o outro trabalhar também... nada de fazer “corpo mole”...); b) Todos trabalhando em torno do alvo comum: faça do alvo da Equipe o seu alvo; c) Todos fazendo a sua parte e assim a Equipe atingirá suas metas;
1.3 – Devemos estar dispostos a Liberar e a Pedir Perdão: não existe ninguém infalível aqui!

II – PRECISAMOS NOS CONHECER MELHOR
2.1 – Não existe uma Equipe sem que seus membros não se conheçam: apresente-se p/seu irmão fora do ambiente formal da “Igreja”; Quem aqui já me viu sem camisa?; Precisamos passar mais tempo juntos. Jesus passou 3 anos e meio com seus 12 vivendo com eles...; Foram 365 x 3= 1.095 dias x 24 h = 26.280 horas juntos! Que Discipulado Tremendo!
Pensemos agora em nossa Equipe. Quanto tempo passamos juntos? Quando é que vamos atingir nossas 26.280 horas?
2.2 – Não existe uma Equipe sem que seus membros troquem experiências e estejam interagindo. João 17:24
2.3 – Não existe uma Equipe que não compartilhe seus acertos e erros, que não haja Cobrança, Prestação de Contas (Só num regime Anárquico), que não tenha seus Alvos e Metas, Seus Sonhos... Precisamos sonhar juntos...: João 17:18-20! Jesus passou Esse Sonho de Ganhar o Mundo para Nós!

III- PRECISAMOS IMPLANTAR A PERFEITA UNIDADE NA EQUIPE
Não existe uma Equipe sem que haja a unidade dos seus membros! João 17:20-23.
3.1 – Precisamos trabalhar para implantar essa Unidade: João 17:23;
3.2 – Precisamos dessa Perfeita Unidade para podermos Evangelizar: João 17:21. A nossa falta de Unidade vai prejudicar o nosso trabalho...
3.3 – Precisamos de uma Mente Única para implantar essa Perfeita Unidade: João 17:21 Precisamos ter todos a Mente de Cristo!
3.4 – Precisamos compartilhar com toda a Equipe “as nossas coisas”: João 17:10. Na Ig. Primitiva “ninguém dizia que coisa alguma era sua” (Atos 4:32, 35)! Esse é o Nosso Modelo de Unidade!
3.5 – Precisamos Buscar Sempre o Consenso em nossa Equipe: I Cor 1:10;

IV – PRECISAMOS IMPLANTAR O AMOR EM NOSSA EQUIPE
4.1 – O Amor requer Cuidado: João 17:11-12;
4.2 – O Amor requer Proteção: João 17:14-15 (Mundo e o Diabo);
4.3 – O Amor requer Proximidade: João 17:24; Quando as pessoas não desejam vir às reuniões, nós nos sentimos mal, sabem por que? Porque julgamos naquela ação a falta de amor...! Ame estar junto dos discípulos e do G 12! Eu amo estar com vocês! Ilust.: Qdo. Eu penso em um passeio, sempre fico imaginando quem de vocês poderia ir comigo... Fiz um churrasco e já pensei quem eu convidaria, mesmo que de última hora...! Eu amo me Reunir com vocês!
4.4 – O Amor requer Dedicação: João 17:12 “Enquanto eu estava com eles, eu os guardava... e os conservei... e nenhum deles se perdeu...”. Eu me dedico a cada um de vocês com muito amor e não quero perder nenhum de vocês...;
4.5 – O Amor requer paciência, perseverança, compreensão, perdão...: João 17:26. O Amor de Deus deve ser derramado no coração da Equipe... é o amor que perdoa, é sofredor, benigno... I COR 13:4-8!
4.6 – O Amor requer “levar as cargas uns dos outros”: Gal 6:2-5; João 17:12 Jesus diz que enquanto estava com eles, levava as suas cargas, apoiava..

V – PRECISAMOS SANTIFICAR TODA A EQUIPE
Jesus se preocupou com a Santificação na sua Equipe de 12!
5.1 – A Santificação requer Oração: João 17:9. Jesus sempre orou com toda a sua Equipe e às vezes com alguns dos 12 à parte...
5.2 – A Santificação requer o Ensino da Palavra: João 17:17 e 19;
5.3 – A Santificação requer o separar-se do “Mundo”: João 17:14, 16; Não podemos “sumir” do mundo, mas jamais vamos nos aliançar, isto é, tornar-se amigo do mundo ( I João 2:15-17/ Tiago 4:4);

VI – PRECISAMOS RESPALDAR A LIDERANÇA NA EQUIPE
Nós somos uma Equipe e uma Equipe possui Liderança, um Líder que vai fazê-la funcionar! E aprouve a Deus me colocar como esse Líder! Jesus nunca reclamou da sua Equipe, nunca lamentou por tê-los escolhido, nunca reclamou de Pedro... nem mesmo de Judas, pois ainda o chamou de amigo!
Em João 17:6, 9, 11-12, 24; Sabe qual é a expressão que se repete? – A de que os discípulos, aquela Equipe, foi Deus quem lhe deu! Eu sei que foi Deus quem me deu esta Equipe de 12! E é com essa Equipe que Nós Vamos conquistar Sobradinho...!!! Mas para isso vocês precisam Respaldar a Minha Liderança. Como?
6.1- Respeitando-nos como Líder! Deixe-me explicar: respeitar não é apenas chamar de Sr., não destratar..., mas é manter o Princípio de Autoridade e Submissão!
6.2- Prestando Contas ao seu Líder: sem acompanhamento não há crescimento! Você precisa de alguém que seja sua cobertura... Ilust.: Lembro que no Banco os digitadores “ganharam” um programa chamado “dedo-duro” que registrava tudo o que acontecia no seu trabalho de digitação...A Produção aumentou consideravelmente...!
6.3 – Informar as suas ausências ao Líder: Você Precisa nos informar das suas ausências nas reuniões, nos cultos, nas convocações, nas suas viagens de férias, passeios etc (Ilust.: Willians ligou de Goianésia...). Nós Precisamos Saber onde você se encontra diariamente... Essa Visão é algo Revolucionário para o modelo atual de muitas igrejas... isso demonstra Unidade... somos uma Equipe! Nós somos responsáveis por cada um de vocês diante de Deus! (Hebreus 13:17). João 17:12 Jesus fala isso com muita clareza... Deus os entregou e agora Ele presta conta a Deus de cada um deles...! Ilust.: Houve o sumiço temporário de um discípulo e em poucos minutos toda a Igreja já estava sendo mobilizada...;
6.4 – Realizar toda e qualquer tarefa sob a sua responsabilidade: Você é um 12 do pastor-presidente! Você é um Líder e um Líder de Excelência! Portanto, jamais deixe de realizar qualquer que seja a tarefa que lhe foi confiada... Não apresente desculpas. Resolva, decida, improvise, invente, convoque alguém etc., mas faça!
6.5 – Cumpra seus alvos e metas: Você é modelo para toda a Igreja! Todos olham para vocês como aqueles que estão acima da média geral da Equipe, da Igreja... Se vocês falharem, eu falhei e nós falhamos como Equipe!
6.6 – Fale do seu Líder aos seus Discípulos, mas fale com carinho, amor e respeito: Precisamos ensinar aos novos discípulos a amar os seus Pastores/Líderes; Precisamos ensiná-los acerca dessa estrutura hierárquica, sempre deixando claro que foi Deus quem nos colocou nessa estrutura;
6.7 – Respalde a Visão Celular: falando bem da Visão, agradecendo a Deus pela Visão, Destacando os pontos positivos dessa Visão...;
6.6 – Ore pelos seus Líderes: Jesus sempre orou pelos seus discípulos. O Cap. 17 é uma oração exclusiva em favor dos seus discípulos; Ilust.: Paulo pedia sempre aos seus discípulos que não deixassem de orar por ele... Ef 6:18-19!

CONCLUSÃO: Nesse processo de Formação dos 12, teremos que “comer 1 kg de sal juntos”, passaremos por “tribulações”, mas eu tenho certeza absoluta de que seremos vencedores em tudo!
Essa 1a Geração de 12 em nossa Igreja deve ser formada com alta qualidade para que as Gerações seguintes também recebam uma formação de Excelência!

MIBA - Reunião dos 12 – 21/09/2002
 
Ensinando os 12 a trabalhar com a multidão PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner Tenório de Almeida

::Marcos 6:30-44::
Recentemente compartilhei este mesmo texto com a Igreja e foi uma experiência muito edificante e de grande proveito (Aprendendo a Trabalhar com a Multidão). Hoje, compartilho com os 12 novas revelações que recebi neste mesmo texto, só que para os 12 o estudo é aprofundado, não é apenas um “leitinho espiritual”, pois vocês já suportam comida sólida... amém?
Vejo neste texto Jesus ensinando aos 12 a trabalhar com multidões...! As Multidões virão... Precisamos agir como agem os pais que esperam o bebê... vão logo preparando o enxoval...!

I – OS 12 PRESTAM RELATÓRIO DAS SUAS ATIVIDADES – V.30
“Contaram-lhe Tudo o que tinham feito e ensinado”! Já falei anteriormente que “Sem Acompanhamento não há Crescimento”!
O trabalho principal de cada 12 é o acompanhamento das suas Células. Eis algumas formas de acompanhar a Multidão nas Células: a) Telefonema semanal; b) Visita à Célula; c) Visita ao líder da Célula; d) Encontro para oração, comunhão e compartilhamento;
Todos tem entregue seus relatórios? Como vão as suas Células?
Vamos repassar as Células sobre a responsabilidade de cada 12. Tarefa: Cada 12 vai me entregar uma Listagem com os nomes dos discípulos das suas Células. Aproveitemos para recolher o “Cadastro de Discípulos”.

II – OS 12 REVELAM OS ANSEIOS DA MULTIDÃO – V.35-36
Os 12 informam a Jesus que a “Multidão” está com fome! A Multidão precisa ser liberada das ministrações para se alimentarem. Os 12 precisam transitar na multidão dos discípulos e ouvir seus anseios, necessidades... E assim virem a mim para que juntos atendamos os anseios da Multidão!
Os 12 precisam detectar como a “multidão” está recebendo as ministrações, os desafios financeiros, as Campanhas na Igreja... Os Encontros/Reencontros... A Criação de novas Escolas de Líderes...

III – OS 12 ALIMENTAM A MULTIDÃO – V. 37
“Dai-lhes vós de comer”!
“Todos devem ser Ministrados para Ministrar”! Por isso é que Jesus ministrava na vida dos 12 e os 12 ministravam na vida dos outros discípulos!
A “Cadeia Alimentar” numa Ig. em Células deve ser a seguinte: O Pr. Presidente alimenta seus 12, que alimentam seus Líderes de Células, que alimentam os discípulos. Aqueles que vem às Celebrações no Templo (sextas e domingos), onde nenhum 12 pode Faltar e nenhum Líder de Célula deve faltar, recebem alimento diretamente do pastor. Porém, sabemos que muitos discípulos não vem regularmente às Celebrações e precisa de alimento. Aí entram em ação as Redes, as Macro-Células e os Congressos Internos e Externos. Nos Congressos Externos da Visão, o pastor-presidente, os Líderes e discípulos são alimentados na Visão!
Os 12 Alimentam a Multidão através do seu G 12, das suas Macro-Células e das Redes.
Os Estudos Semanais de Células também alimentam os discípulos, ao tempo em que alcançam os não crentes.
Através das Escolas de Líderes e Escolas de Mestres, todos os discípulos são também alimentados.
Portanto, numa igreja em Células não falta alimento para a Multidão. Os 12 só precisam “Conduzir” a Multidão aos pastos verdejantes de alimento...

IV- OS 12 LEVANTAM OS RECURSOS NA MULTIDÃO – V.38
São os 12 que tem a Visão do potencial da multidão!
Em nossa Igreja, na Campanha dos “300 Valentes”, os 12 devem estimular, acompanhar e “cobrar” a participação de todos os discípulos nessa Campanha!
Ilust.: Um discípulo me ligou querendo oferecer um trabalho seu, alegando não poder participar da Campanha dos 300 Valentes...!
Se toda a “multidão” oferecer seus “pães e peixes”, construiremos o Templo num tempo recorde e sem maiores sacrifícios!

V – OS 12 ORGANIZAM A MULTIDÃO – V.39-40
Jesus mandou que os 12 organizassem a Multidão em Células!
Quando a Multidão se organiza, o alimento é distribuído, o povo é servido com tranqüilidade, ninguém tem falta de nada e o crescimento acontece.
Precisamos organizar a Multidão! Temos mais de 500 discípulos que precisam integrar Grupos de 12. Já temos um número suficiente para a formação da nossa 2a geração, que são os 144 e já dá para começar a 3a Geração de 12! Portanto, mãos à obra, vamos avançar na Visão, Vamos organizar o nosso povo, a nossa Multidão!
Deixe-me lançar-lhes um desafio: Orem, Jejuem e Peçam a Deus para revelar seus 12 e parta para a formação deles! Aqueles que ainda não estão liderando Células, desafie-os a isso... desafie-os a crescer...! Essa Visão não é Passiva, mas Ativa. Precisamos tomar a iniciativa e partir para formar nossos 12, pois eles não vem prontos! – Breve retomaremos a esse assunto especificamente...!

VI – OS 12 SERVEM À MULTIDÃO – V.41
Os discípulos logo aprenderam que estavam andando com Jesus e ganharam o destaque de ser 12 para servirem com maior responsabilidade!
Os 12 são os “maiores” discípulos e são os “maiores” quem mais servem, mais trabalham, mais participam de reuniões, mais são cobrados, mais são observados, mais dão o exemplo para todos e em tudo...!
Os 12 são responsáveis por todo o serviço prestado à multidão! Precisamos colocar os 12 na Liderança dos diversos ministérios da Igreja. Precisamos de 12 liderando todos os Grupos de Apoio na Igreja: Louvor: Coreografia, Sonotécnica, Organização e Funcionamento do Templo, Preparação para os Cultos, Patrimônio (zeladoria), Recepção, Transporte, Tesouraria, Secretaria (home page, quadro de avisos, boletins, relatórios etc.), Escola de Líderes, Encontros/Reencontros, Consolidação, Redes, Ágape etc.
Depois daquele milagre, Jesus ainda mandou que os 12 recolhessem as sobras para que nada se perdesse. Os 12 tiveram que carregar 12 cestos com pães e peixes em toda a caminhada pelo deserto para continuarem alimentando/servindo à multidão...

CONCLUSÃO: A chave do sucesso nesta Visão está em converter cada discípulo em um líder de excelência que seja capaz de orientar e formar outros líderes!
As Multidões precisam de Liderança! Então, precisamos formar líderes, mas só conseguiremos formar novos líderes se estivermos devidamente formados e preparados como Líderes! A Visão só funciona se tiver uma Liderança Treinada, Adestrada e Capacitada! Sem liderança, nada feito. Com liderança, tudo vai funcionar para a glória de Deus!

MIBA - Reunião dos 12 – 21/09/2002 (Sábado às 20 H)
 
Principais elementos num discipulado PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner

Estamos desenvolvendo um processo de discipulado cristão, realizando aquilo que Jesus mandou que fizéssemos (Mat 28:19-20) e que a igreja crista em seu modelo tradicional esqueceu completamente. Talvez por dar muito trabalho, por exigir muito Tempo, Relacionamento aproximado, Prestação de Contas, Obediencia e principalmente Amor!
Nesta Visão, todos nos estamos envolvidos no discipulado, todos são desafiados a discipular, todos nos somos discípulos! E o “G 12”, em sua 1a geração, eh o modelo de discipulado que sera praticado em toda a Igreja, daí as exigências serem bem maiores...!
Para que haja um verdadeiro discipulado eh necessário:

I – ATRAÇÃO – João 1:35-46, 50 / João 6:60-61, 67-69
Os 1os discípulos foram atraídos pelo Messias (Hebraico = Mashiah), pelo Cristo (Grego = Ungido). Podemos, então, dizer que a nossa Unção atrai os nossos discípulos! Se você eh um líder cheio da Unção, sera também cheio de discípulos! Por isso eh que precisamos mais e mais receber a Unção de Deus sobre as nossas vidas!
O Líder exerce uma forte atração na vida dos seus discípulos, principalmente os lideres “seculares”! Mas a nossa liderança como pastor ela vem da parte de Deus e os discípulos são atraídos graças a um chamado divino e não pelo nosso carisma, atração... (João 6:65).
Portanto essa Atração acontece pela Unção e pela Vontade de Deus. E Deus quer que tenhamos muitos discípulos... (João 15:8).

II- RELACIONAMENTO – João 1:38-39
Não existe discipulado sem relacionamento, sem aproximação, sem amizade, sem contatos, sem convivência!
Tanto o Discípulo (V.38) quanto o Discipulador (V.39), anseiam estar juntos, anseiam por relacionamento!
Precisamos nos conhecer fora do nosso “ambiente de trabalho”, da nossa reunião dos 12, da Igreja, da célula! Quanto maior o Relacionamento, maior o Discipulado!
- Teremos encontros semanais (quinta a noite) com nossos 12, agendados c/antecedência...!

III- COMPROMETIMENTO – Joao 6:60-67
Jesus não perguntou aos outros discipulos se eles queriam se retirar, isto eh, se eles queriam romper aquele compromisso, aquela aliança, mas perguntou somente aos 12: “Quereis vos tambem retirar-vos?”. Com os 12 existe uma Aliança!
Discipulado exige comprometimento, compromisso, acordo, aliança... O Encontro de Nível I trata dessa questão de aliança... Os discipulos devem estar aliançados com seu discipulador! Sabem quem nos ensinou sobre Aliança? – Deus estabeleceu seu pacto com Israel, um pacto eterno! JER 31:31-37 e MAT 26:27-28! E Sabem quem eh o Israel de Deus? GAL 3:7-9, 29!
Deus estabeleceu um Pacto conosco através de Cristo e nos devemos também estabelecer um pacto com todos os nossos discípulos!

IV- PRESTAÇAO DE CONTAS
Não existe discipulado sem prestação de contas. Seriamos apenas lideres isolados, autônomos, independentes, solitários...
Jesus sempre reuniu seus discípulos e pediu contas do seu trabalho, das suas funçoes...: LUC 10:1, 17; LUC 9:1-6, 10 (Jesus descansou com eles em Betsaida)!
Se escolhermos nossos doze e delegarmos tarefas mas não fizermos a devida prestação de contas, o grupo se desfará... Se um discípulo não deseja prestar contas eh porque não fez a tarefa (pois quando faz deseja logo compartilhar) ou não deseja se submeter ao seu discipulador!
Temos grande dificuldade em prestar contas em tudo que fazemos na vida.

V- OBEDIENCIA – Heb 13:17
Obedecer quando a gente concorda eh facil, difícil eh obedecer sem entender e sem concordar!
Como era a obediência dos 12 a Jesus? Era quando entendiam e concordavam ou obedeciam sempre?
Ilust.: MARCOS 14:13-16. Que ordem mais estranha... Hoje como isso funcionaria: sera que todos creriam? Sera que obedeceriam prontamente ou iriam questionar... sugerir... dar opinião... votar...?! LUCAS 10:1-7 “... cordeiro no meio de lobos... sem bolsa, nem alforge... ; LUC 6:46 “E por que me chamais sr. e não faxeis o que vos Digo?.
Sem obediência instauraremos uma anarquia, lideres serão envergonhados e envergonharao a muitos... ninguém vai querer ser líder...!

VI- TEMPO – João 1:39
Um bando de homens que não tinham o que fazer... Não! Eram homens extremamente ocupados! O único “desocupado” era Jesus! Como eles resolveram essa questão do Tempo? – LUC 5:27-28! “Deixando Tudo”!
Para desenvolvermos o nosso trabalho de discipulado teremos que “deixar tudo” aquilo que não eh essencial, que não eh imprescindível... e priorizarmos o que eh essencial... MAT 6:33!
O nosso modelo G 12 eh o mais pratico, simples e informal, com menos exigências e menos tempo a ser dedicado por parte dos lideres!
O que podemos fazer para liberar mais tempo p/os lideres?

CONCLUSAO: AMOR – I COR 13:1-8 - João 15:9-13

MIBA - Estudo para os 12 – 30/10/2002
 
Como conquistar uma cidade PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner

::Josué 6:1-20::
O Salmista no Salmo 2:8 “Pede-me...”!
Jesus já nos mandou “conquistar as cidades, as nações, através da Sua Palavra...” (Atos 1:8); Mandou-nos ir por todo o mundo... (Marcos 16:15-18); Orientou-nos como Estabelecer o Seu Reino (Mateus 10:5-7)!
O nosso problema não é falta de ordem para ir... mas Falta de Estratégias para a Conquista! Ou Falta de Coragem para lutar...! Isso já resolvemos, já decidimos: vamos Conquistar a nossa cidade para Jesus!

I - ATRAVÉS DE ATOS PROFÉTICOS – Josué 6: 3-5
Ato Profético é uma ação simbólica efetuada no reino físico com repercussão no reino espiritual! Na Bíblia temos uma grande variedade de “atos proféticos”: vara que abre o mar, quebrar cântaros e tocar trombeta (Gideão), levantar bandeiras e vozes (Is 13:1-2), levantar altares com 12 pedras (Jos 4:1-4), bater palmas (Ez 21:14), mãos erguidas (Ex 17:8-16) etc.
Ungir com óleo, azeite, vinho (libação – Gen 35:14), lançar sal (II Reis 2:21), levantar altares de pedras, tocar o shofar, caminhadas e marchas etc., são elementos utilizados na conquista de territórios e cidades, consagrando-os ao Senhor!
Para que os atos proféticos tenham valor, eles precisam ser ordenados por Deus. Deus usa seus servos profetas para anunciar-lhes a realização de atos proféticos! Ilust.: Rony Chaves passou uma revelação e a recomendação de um ato profético para toda a América, a fim de ungir esse continente...!

II – ATRAVÉS DE GUERRA ESPIRITUAL – Josué 6: 7 e 9
Jesus já nos ensinou sobre isso: Mat 12:29 “... amarrar o valente...”; Lucas 14:31-32;
Precisamos conhecer o “valente” da cidade, saber quantos soldados ele tem, qual a sua especialidade, onde eles estão concentrados, onde está o seu QG... ! Jesus nos deu uma dica: Pelos seus frutos os conhecereis!
Precisamos fazer um Mapeamento Espiritual da nossa cidade! NEEMIAS 2:12-17!
Ilust.: César Castellanos disse que as multidões começaram a ser liberadas depois de intenso período de guerra espiritual. Ilust.: O Testemunho de um pastor-missionário em Quiambu/Quênia c/65 mil habitantes, foi expulsa uma feiticeira que criava uma pitonisa dentro de casa... a serpente foi morta... e a cidade foi conquistada!

III- ATRAVÉS DE ESTRATÉGIAS DIVINAS – Josué 6:16 e 20
3.1 – Conquistando o coração do nosso povo: Josué 6:1, 5 e 7. Ninguém conquista uma cidade sozinho! Não conquistaremos nada sem “o grito do povo”;
3.2 – Disciplinando e Discipulando o nosso povo: Josué 6:10. O Grito do povo deve acontecer de uma só vez.
3.3 – Santificando o nosso povo: Josué 6:17-19. Não tocar no anátema para não se fazer anátema, isto é, amaldiçoado.
3.4 – Conquistar as autoridades da cidade: Ilust.: Agudo/SP, o pastor ganhou p/Jesus o candidato a prefeito que foi eleito e a cidade foi conquistada para Jesus...!
3.5 – Conquistar a simpatia do povo: Atos 2:45-47. Serviço Social! Creche, sopão, cesta básica, dia de ação social, casa de passagem...

CONCLUSÃO: Pastores e líderes do mundo inteiro são unânimes em afirmarem que está havendo um grande avivamento espiritual em várias partes do mundo, destacando-se o Brasil! Precisamos intensificar os esforços para a conquista da nossa Cidade, aproveitando esse sopro do Espírito.... E para a conservação desse Avivamento, assim como aconteceu em outros Avivamentos no Passado, precisamos formar uma Geração com os princípios cristãos e isso só será possível a través de Escolas Evangélicas!
Você está preparado para a Conquista da nossa Cidade?

MIBA - Reunião dos 12 – 04/12/2002
 
Reconhecendo o Ministério Apostólico PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner

::Lucas 6:12-13/ Luc 11:49-51::

No Grego, “apóstolos” = delegado, enviado, mensageiro. É também a pessoa que detem a posição de serviço mais responsável nas comunidades cristãs; são pastores de pastores!

I – EXISTIRAM APÓSTOLOS ALÉM DOS 12?
- Atos 14:4 (Barnabé), Rom 16:7 (Andrônico e Júnias), I Cor 4:6 e 9 (Apolo), I Cor 9:1-6 (Irmãos do Sr. e Cefas), Gálatas 1:19 (Tiago).

II – EXISTEM APÓSTOLOS NA ATUALIDADE? – Luc 11:49
Essa pergunta pode ser respondida com outra pergunta: Deus continua enviando, levantando profetas? - Se cremos na existência de profetas, creremos também nos apóstolos.
Se cremos que Deus continua “edificando a sua Igreja”, então precisaremos crer que “Deus continua dando “uns para apóstolos...” I Cor 12:28/ Ef 4:11!

III – EXISTEM FALSOS APÓSTOLOS? – Apoc 2:2
Assim como existem falsos profetas, existem os que se dizem apóstolos e não o são. Mas assim como existem profetas verdadeiros, existem apóstolos verdadeiros.

IV- EXISTE ALGUMA HIERARQUIA ENTRE OS APÓSTOLOS?
Um comentarista bíblico denomina de “Apóstolos Secundários” aqueles que vieram depois dos 12!
Paulo se considera “o menor...” – I Cor 15:9
Paulo disse que os 3 principais Apóstolos o reconheceram como apóstolo: Gal 2:6-10.

CONCLUSÃO: Esta Visão veio restaurar o Ministério Apostólico perdido pela igreja cristã logo depois da sua “romanização”.
Eis mais um paradigma que precisamos quebrar! Se a Bíblia diz que existiram outros apóstolos além dos 12, então nós cremos no ministério apostólico na atualidade.

MIBA - Estudo para os 12 - 18/12/2002
 
Discípulos, sementes da mesma espécie PDF  | Imprimir |  E-mail
Pr. Wagner

::Gênesis 1:11-12::
Por determinação do Criador, cada semente só reproduz sementes exatamente iguais. Cai por terra, portanto, a Teoria da Evolução, pois nenhuma semente evolui e se torna um outro tipo de semente.
Discípulos são sementes que possuem o mesmo DNA do seu Discipulador. Por isso Paulo mandou que seus discípulos o imitassem, porque ele imitava a Cristo! (I Cor 11:1)!
Vocês, meus “12”, serão a reprodução exata da minha figura/imagem como discipulador, vocês já são a reprodução do que eu sou e de como eu faço a obra do Senhor e isso se constitui numa grande responsabilidade.
Nós já estamos treinando, discipulando e formando a nossa 2a Geração dos 12 e por isso vamos meditar neste tema!

I – DISCÍPULOS, SEMENTES QUE DEVEM SER PLANTADAS – V.11
“Produza a terra...”. A Semente precisa ser plantada na terra para poder passar pelo processo de germinação, frutificação e colheita para depois se repetir o mesmo processo e assim sucessivamente!
Discípulo não pode deixar de ser “plantado”. Tem Discípulo que só quer permanecer na sua Célula de origem bem guardado e protegido... Tem Medo da “Terra”. Ora, como é que uma semente pode ter medo de enfrentar a terra de onde veio? – Para a Formação dos 144, precisaremos plantar todos os nossos Discípulos e tantos outros que o Senhor nos mandar...!
Toda Semente, quando é plantada, morre para poder germinar! – João 12:24 e I Cor 15:36! – O que significa essa morte da semente? Para Jesus foi a morte na cruz, assim como para os 12. E para nós? – Morre o nosso Eu para germinar o Nós; Morrem minhas Prioridades, para nascer a Prioridade no Reino; Morrem os meus Temores (de não crescer, não dar certo...) para nascer a Coragem!

II- DISCÍPULOS, SEMENTES QUE SE REPRODUZEM
Existe, portanto, uma Lei, uma Determinação Divina sobre a vida dos Discípulos que devem se Reproduzir! É normal, é natural que todos os nossos discípulos se reproduzam, se multipliquem. Se algum Discípulo não estiver se multiplicando, tem algo errado com ele!
O nosso grande desafio é retirar os impedimentos, aquilo que está errado ou funcionando mal na vida do discípulo, a fim de que ele se reproduza. Ilust.: O agricultor lança a semente e desenvolve todo um cuidado com ela a fim de que haja a reprodução e ele já conta com aquela colheita... Tem até compradores que pagam adiantado toda a safra...
Nossos discípulos chegam contaminados com diversas pragas... a semente precisa ser trabalhada, limpa, tratada para depois ser plantada! Para cada tipo de Semente, exige-se um certo trabalho do agricultor para poder plantá-la... Algumas ficam secando ao sol, outros recebem um tratamento químico... E a multiplicação acontecerá a 30, 60 e a 100...!

III- DISCÍPULOS, SEMENTES QUE SE REPRODUZEM NA MESMA ESPÉCIE
A Semente de feijão só dará feijão, assim como a de milho só produzirá milho etc. Sabem por que? Porque Deus assim determinou que fosse. Não existe essa de Evolução da Semente. Essa Lei funciona, também, no Discipulado! Seu discípulo se reproduzirá da forma como você é, age, fala, se comporta e principalmente como você Ensina!
Nossos Discípulos serão a reprodução daquilo que Somos! Se somos medrosos e não os discipulamos, eles também não discipularão... Se formos Falsos, eles também agirão com Falsidade... Se formos fechados em nossa vida particular para com eles, eles também não se abrirão conosco, nem se abrirão com seus futuros discípulos... Se agimos sem Fé, eles também não desenvolverão a sua Fé, se não desenvolvemos dons espirituais sobrenaturais, eles também não desenvolverão e nem ensinarão aos outros... Se não formos Dizimistas/Ofertantes, eles também não serão...!

CONCLUSÃO: Em nosso Trabalho com os Discípulos, essas Sementes que Deus nos deu, precisamos estar atentos e “não dormirmos” senão virá o inimigo para plantar o joio no meio do trigo” (Mat 13:24-20).
Em Gênesis 1:11-12 observamos Leis divinas que se aplicam a todos nós como discípulos, dando-nos a certeza de que “Cresceremos, Frutificaremos e nos Multiplicaremos” obedecendo a nossa Espécie!
Jesus, nosso Discipulador, Aquele que nos Conhece e nos Escolheu, disse que nós Somos a Boa Semente (Mat 13:38)! Então, produzamos a 100 por 1!

MIBA - Estudo para os 12 – 22/01/2003
 
<< Início < Anterior 21 22 Próximo > Fim >>

Página 21 de 22